O impacto do fluxo de veículos na habitabilidade dos bairros

Nos anos 1960, o urbanista britânico Donald Appleyard realizou uma série de estudos para descobrir se ruas com alto fluxo veicular e bom nível de habitabilidade poderiam coexistir em regiões residenciais.

Os resultados desses estudos demonstraram que os habitantes já reconheciam que as ruas muito movimentadas sofriam mais com a poluição e falta de segurança. Além disso, os moradores de ruas com alto fluxo veicular percebiam que se relacionavam menos entre si em comparação com os moradores de ruas menos movimentadas.

Esta conclusão está representada no diagrama superior que mostra três ruas com tráfego veicular alto, médio e baixo (da esquerda para a direita), e linhas de cores que correspondem à interação entre os habitantes. Pode-se observar como as linhas azuis cobrem grande parte da rua com baixo fluxo veicular; fato que não é observado na rua mais movimentada e suas linhas vermelhas menos numerosas.

link para reportagem completa: http://www.archdaily.com.br/br/795562/o-impacto-do-fluxo-de-veiculos-na-habitabilidade-dos-bairros?utm_medium=email&utm_source=ArchDaily%20Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s